Braçadas no mar e na piscina viram documentário em Queimados

QUEIMADOS - A distância geográfica do município de Queimados para o mar, cerca de 50 quilômetros, não impediu que o Professor de Educação Física, André Oliveira, de 31 anos, se especializasse em natação em águas salgadas. A paixão do queimadense o levou a abandonar o emprego público para investir no projeto social Golfinhos da Baixada, que consiste em aulas gratuitas de natação na piscina e na praia para cerca de 60 crianças do município. A história que começou apenas em um sonho no papel foi registrada em um documentário de 10 minutos produzido pelo cineasta colombiano, Santiago Ospina.

O lançamento da produção independente foi no último sábado (24), no Teatro Marlice Margarida Ferreira da Cunha, no Centro, em um evento para os familiares dos integrantes do projeto e os apoiadores da iniciativa. O documentário conta os quatro anos de história da iniciativa e as principais conquistas obtidas pelos atletas que formam o time de natação da Vila Olímpica do Município nas mais variadas competições do Estado do Rio, entre elas o Rei e Rainha do Mar, realizada nas praias da Zona Sul do Rio.

De acordo com o Secretário Municipal de Esporte e Lazer e um dos grandes apoiadores do projeto, o professor Luiz Carlos Monteiro, a iniciativa gera inclusão esportiva para a Região Metropolitana, indo contra o histórico regional de exclusão do nado e, apresenta às crianças uma opção de carreira, de exercício físico e de saúde. “As pessoas ficam admiradas quando competimos, porque estamos distantes da praia. Mas, vamos na contramão para ocupar os espaços e bens públicos pela população da Baixada”, comentou o secretário que acrescentou o desejo de ter no município várias modalidades do mar, “quem sabe até uma equipe de surf?”, vislumbrou.

De acordo com o idealizador da iniciativa André Oliveira os treinamentos acontecem duas vezes por semana na piscina e uma vez por mês os alunos têm contato com o mar, através de uma aula prática do projeto “Natação no Mar”, ministrada pelo padrinho ilustre dos Golfinhos, o ex-nadador da seleção Brasileira, Luiz Lima. “Queremos que esses meninos e meninas possam alcançar o emponderamento e potência de realizações através do esporte e meu objetivo de vida é oportunizar o esporte que amo para os que não têm oportunidades”, destaca.

O projeto

A iniciativa atende crianças de 11 à 17 anos e é sustentada por amigos dos golfinhos – pessoas físicas que doam uma quantia mensal para sustentar o projeto – e parceiros como o Paradiso Club, que disponibiliza gratuitamente sua piscina para o treinamento e a Prefeitura de Queimados, através da secretaria de Esporte e Lazer que fornece o transporte e alimentação aos atletas e a de Saúde que realizará a partir deste mês todo trabalho de prevenção com a realização de exames periódicos. O documentário pode ser conferido no site da instituição: http://golfinhosdabaixada.com.br/ ou na página oficial do facebook:https://www.facebook.com/Golfinhos.daBaixada?fref=ts

Via PMQ
26/10/2015

0 comentários :

Postar um comentário