Domingo colorido em defesa da diversidade sexual

QUEIMADOS - Paetês, plumas, glitters, maquiagens e fantasias coloridas ditarão o ritmo no próximo domingo (18), em Queimados, na Baixada Fluminense. Pelo quinto ano consecutivo, ativistas e simpatizantes à causa LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais) vão às ruas em busca por mais igualdade e respeito à diversidade sexual. Um trio elétrico vai conduzir a multidão a partir das 13h, estimada em 20 mil pessoas, num trajeto de 500 metros, que partirá a partir das 18h da Rua Camorim até a Praça dos Eucaliptos, ambos os locais no Centro. A festa é gratuita e tem o apoio da Prefeitura de Queimados através da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Promoção da Cidadania.

O evento reúne, anualmente, famílias, jovens e idosos entre héteros e homossexuais na luta pelo fim da homofobia e dos casos de violência contra o público LGBT. Várias celebridades já passaram pela festa, entre elas as irmãs, Pepê e Nenem, esperadas mais uma vez nesta edição que já tem a presença confirmada da rainha das drags queens do Rio de Janeiro, Suzy Brasil e da rainha de bateria da Beija-Flor de Nilópolis, Raíssa Oliveira.

O secretário de Direitos Humanos e Promoção da Cidadania de Queimados, José Ribamar Dadinho, frisa que o evento reforça a posição da cidade em ser um município que cuida do cidadão independente da classe, cor ou gênero sexual. “Diversas famílias apoiam o movimento, uma prova de respeito à liberdade de expressão e a diversidade sexual. A parada é tão importante que, por sua causa, ganhamos o Centro de Referência LGBT, que atende em todos os aspectos às violências sofridas por esse público. Convidamos a todos para festejarem a igualdade dos direitos”, convocou.

De acordo com o presidente da Associação pela Liberdade de Expressão (ALED), Haroldo Alves, o evento tem como objetivo estimular o público LGBT a assumir sua sexualidade e, assim, poder lutar por seus direitos. “Queremos fomentar políticas públicas para que ninguém precise se esconder da sociedade. Nunca tivemos problemas como violência e desrespeito. Tudo é no clima de paz”, frisou Haroldo que espera ampliar o número de atendimentos no centro de referência LGBT, adquirido em parceria com o estado. “Temos um disque cidadania (0800 023 4567) para casos de homofobia, operação de mudança de sexo, encaminhamentos para casamentos entre pessoas do mesmo sexo, entre outros serviços”, destacou.

O Centro de Referência LGBT de Queimados deve ser inaugurado oficialmente até o início do ano que vem, mas já funciona às quartas-feiras, das 16h às 19h e aos sábados das 16h às 20h na Rua Maria Lídia, 1441 - Centro.


PMQ

0 comentários :

Postar um comentário