Presente antecipado de natal para pequenas bailarinas

QUEIMADOS - Na ponta dos pés, nos giros e nas piruetas estão o sonho de muitas meninas em ser tornar uma grande bailarina. Para as pequenas dançarinas da Vila Olímpica de Queimados, na Baixada Fluminense, alcançarem este objetivo um grande passo foi dado: Alunas da primeira turma de balé de ponta do local, elas receberam da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, 80 pares do seu principal “instrumento de trabalho”, as sapatilhas. O presente de natal antecipado foi entregue na mostra de dança realizada na última terça-feira, no Ginásio Municipal Metodista, que marcou o encerramento das atividades de dança do espaço.

Nada dos grandes hits que embalam as crianças e adolescentes no momento, como os interpretados por Anitta, Cláudia Leite, Ludmila ou sucessos do sertanejo universitário e pagode. Foram os clássicos dos anos 70,80 e 90 que ditaram o ritmos das apresentações das 21 coreografias divididas entre 300 crianças nos gêneros: balé clássico, moderno e jazz. 

A cada apresentação, a plateia lotada de familiares e amigos ia ao delírio. E dentre as pequenas dançarinas estava a menina Emilly Lessa, de apenas seis anos de idade. Ela ficou animada para representar os grandes sucessos da Jovem Guarda, só ouvidos através dos antigos discos de sua família. A mãe da menina, a manicure Elaine Lessa, 39, estava entusiasmada e feliz em ver o desempenho de sua filha no palco: “Ela está completando um ano no balé e é maravilhoso. Hoje a festa está linda e o tema foi muito legal, pois é interessante ver nossos filhos dançando o que já curtimos muito na nossa adolescência”, ressaltou.

A festa foi embalada ao som de Roberto Carlos, Wanderleia, Erasmo Carlos, entre outros grandes artistas que fizeram sucesso nesta época. O Prefeito Max Lemos esteve presente na festa e destacou a relevância da arte na vida das crianças: “Eu tenho três filhos em casa e sei da importância de mantê-los ocupados com coisas boas, com atividades que vão servir para uma melhor formação. A dança, além de ser uma forma de atividade física, também pode revelar grandes artistas”, disse.

Já o secretário de Esporte e Lazer, professor Luiz Carlos Monteiro, destacou a aquisição das sapatilhas mesmo em época de recessão econômica. “Fizemos um grande esforço, colaboramos também na confecção das roupas. Foi uma linda festa e graças ao esforço e dedicação de cada aluna, professores e funcionários da secretaria deu tudo certo. Destaco o trabalho das professoras Ingrid Rodrigues e Mariana Avelino que se dedicam diariamente para estas crianças terem bons resultados”, concluiu.


Via PMQ

0 comentários :

Postar um comentário