Mais remédios e menos custo chega em Queimados através de pregão eletrônico

QUEIMADOS - A partir deste ano, remédios e equipamentos serão comprados pela Prefeitura através de pregão eletrônico licenciado pelo próprio Ministério da Saúde. O novo método de compra vai economizar de 10% a 12% no orçamento da Saúde, que representa um valor estimado de R$ 7 a 10 milhões até o final de 2016. 

Além de extinguir as licitações presenciais, as vantagens de utilizar o pregão eletrônico são: mais opções de fornecedores, transparência, logística, baixo custo e menor preço. Os 236 remédios irão para a Farmácia Municipal, que fica no Centro de Tratamento de Hipertensão e Diabetes – CETHID, na Vila Pacaembu. Eles vão atender pacientes das Estratégias de Saúde da Família (ESFs) e Unidades Básicas de Saúde (UBS). A relação de medicamentos inclui antibióticos, antiinflamatórios, antidepressivos, kits de glicose, anticoncepcionais, dipirona, paracetamol, além de bombas para asma e renite.

Para a secretária municipal de Saúde, Drª Fátima Cristina, a ferramenta de compra online será uma evolução para a aquisição de equipamentos e remédios. “Estamos passando por um momento de crise econômica no país, então devemos reduzir os custos ao máximo com eficiência. O pregão proporciona muitas opções de fornecedores e remédios com até 50% de desconto. Após a compra é que os medicamentos já estejam disponíveis um prazo de 45 dias”, disse. A SEMUS é a primeira da Baixada Fluminense a utilizar o portal de compras do Governo Federal, o Comprasnet, do Sistema Integrado de Administração de Serviços Gerais (SIASG). 

Farmácia Municipal 

Atualmente, a Prefeitura conta com apenas uma Farmácia Municipal, que está temporariamente no CETHID (Rua Onze, s/nº - Vila Pacaembu), mas a intenção é ampliar para cinco até o fim do ano. De acordo com coordenadora da farmácia, Glady Telles, o objetivo em ampliar o número de farmácias é facilitar a vida dos pacientes que dependem da rede básica de saúde. “Vamos ampliar o número de farmácias para facilitar ainda mais a retirada de medicamentos pelos pacientes. Hoje, eles podem buscar os remédios apenas apresentando a receita médica atualizada, comprovante de residência, cartão do SUS e identidade”, explica. A Farmácia funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Informações pelo telefone: (21) 2665-8807. 


Fotos: Luiz Ambrósio-PMQ
08/01/2015
PMQ

0 comentários :

Postar um comentário