Esporte, cultura e lazer para todos os gostos, em Queimados

QUEIMADOS - O primeiro Centro de Artes e Esportes Unificado (CEU) da Baixada Fluminense será inaugurado nesta terça-feira (29) com uma extensa programação cultural e esportiva para todos os gostos em Queimados. A partir das 14h, terá teatro, cinema, música, circo e esportes no novo equipamento localizado na Rua Macaé, 430, no bairro São Roque. No mesmo dia, também começam as ações do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), o primeiro com prédio próprio do município com capacidade para atender 4,5 mil famílias. A cerimônia oficial com a presença das autoridades, entre elas o prefeito Max Lemos, está prevista para às 17h.

A tarde começa com a exibição do curta-metragem “O caçador de emoções”, a partir das 14h, no cine-teatro com capacidade para 60 lugares. O filme volta a ser apresentado às 16h no mesmo local. Ainda no espaço cultural, às 15h, terá a apresentação de Teatro de bonecos e a peça “Sapato Apertado”, às 19h30. Já na quadra poliesportiva, às 14h30, vai acontecer a exibição de Capoeira com o Mestre Comprido e, às 15h, uma disputa de basquete com alunos da Vila Olímpica. De lá também vem a apresentação das dançarinas de Jazz e Balé, às 19h.

Para ninguém ficar parado, um aulão de zumba vai animar a tarde, às 16h e Tai Chi Chuan, às 17h. Os alunos do Circo Baixada prometem um lindo espetáculo circense, a partir das 16h30. Ainda estão previstas apresentações de desfile de moda, às 18h30, e disputa de batidas e rimas, às 20h30, na pista de skate. E para terminar as atividades com chave de ouro o projeto “Queimados tem seu charme”, vai apresentar o melhor da Black Music, às 21h.

Com três mil metros quadrados de área construída, a unidade terá dois edifícios multiuso, uma praça de esporte e lazer, sala multimídia composta por 12 computadores com acesso à internet, um cineteatro/auditório com telão de 120 polegadas e capacidade para 60 lugares, uma biblioteca com dois mil livros didáticos em seu acervo, quadra poliesportiva coberta, pista de skate, aparelhos de ginástica, parquinho para crianças e pista de caminhada.

O custo total da obra é de R$ R$2.191.829,29. O tradicional campo do São Roque, anexo ao espaço, está sendo revitalizado e sua reinauguração que faz parte da segunda etapa do projeto vai acontecer em 120 dias. De acordo com o prefeito de Queimados, Max Lemos, a nova praça vai mudar a vida dos moradores do bairro levando mais cultura, entretenimento e qualidade de vida a milhares de famílias. “Esse espaço será o primeiro da Baixada Fluminense e representa o enfrentamento da violência, da pobreza, oferece formação cidadã através da cultura e do esporte. Esse investimento também compreende a cultura como um caminho essencial para melhoria do ambiente social”, destacou.

Programação teatral continua ao longo da semana

A programação de inauguração vai continuar ao longo da semana. Os moradores da localidade poderão assistir à pelo menos uma peça teatral por dia, a partir das 19h30. Na quinta (30), a peça “Apart Hotel” será o destaque. Na Sexta (31), será a vez de “Mulher de Fases” está em cartaz. No sábado (1), “Medéia” é a atração e, para fechar a programação, no domingo, excepcionalmente às 18h, a peça “Tortura de um coração” será o destaque.

“Um nome que sempre representou a nossa arte”

O Centro de Artes e Esportes Unificados receberá o nome de Delcy de Souza (1969-2006). Conhecido como Palhaço Bolinha, por alegrar festas infantis, o patrono teve sua vida dedicada à arte na cidade de Queimados. Na adolescência descobriu sua paixão por danças folclóricas, participando efetivamente das quadrilhas do São Roque e do Juca Gado. Também teve atuação destacada no teatro quando produziu e atuou em peças como “Alto de Natal”, “O Circo” e “Pluft, o fantasminha”.

Delcy, fundou seu próprio grupo folclórico. “A roça é nossa” ficou muito conhecido e foi campeã várias vezes das disputas na cidade e em todo o estado. Para ratificar sua identidade com a cultura local, ele foi escolhido Rei Momo do carnaval de Queimados por diversas vezes. O Secretário municipal de Cultura, Marcelo Lessa, fala sobre a escolha para representar o novo espaço: “Foi uma pessoa sempre atuante na nossa cultura. Sem dúvida, Delcy de Souza é um nome que representa, e muito, a nossa arte”, declarou.

Via PMQ
Por Leandro Machado
Foto Luiz Ambrósio
28/03/2016

0 comentários :

Postar um comentário