Mototaxistas protestam após morte de colega e pedem segurança em Queimados

QUEIMADOS- Dezenas de mototaxistas foram até a porta do 24º BPM (Queimados), na tarde desta sexta-feira (05), para protestar contra os recorrentes casos de violência registrados contra a categoria. O estopim para o ato se deu após o registro da morte do mototaxista Luiz Alberto, onde segundo testemunhas, a vítima teria sido confundida com traficante rival sendo torturado e morto no último sábado (03), por traficantes, no bairro São Simão, em Queimados, na Baixada Fluminense.

Em entrevista ao Jornal Destaque Baixada, os mototaxistas cobraram do batalhão, ações da pasta para combater os casos de violência em desfavor da categoria. À oportunidade, eles também exigiram uma rigorosa apuração da morte do mototaxista, mas durante a manifestação na porta do 24 foram informados que existe uma operação marcada para a região.

“Mesmo antes da manifestação, a polícia já realizava diligências para prender o suspeito. Apesar da euforia, a polícia vem tentando fazer sua parte”, explicou um agente policial que pediu para não ser identificado.

Luiz foi enterrado na tarde desta segunda-feira (05) com muita tristeza as 11h00 no cemitério jardim da saudade aqui em Queimados.
__Parece que o Governo do Estado não está vendo que Queimados virou Síria, Iraque ou coisa parecida, Queimados precisa urgente de uma atenção, pois inocentes estão perecendo por conta destes criminosos__, disse um amigo de Luiz que por segurança, preferiu não se identificar.

A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), investiga o caso.

A PM recebeu os manifestantes onde explicou as ações do batalhão.




Fonte: Jornal Destaque Baixada
05/09/2016

0 comentários :

Postar um comentário