Queimados entrega obras que cessam enchentes na Porteira e vias são reabertas

QUEIMADOS - Após mais de dois meses interditadas, a Prefeitura de Queimados reabriu para tráfego as avenidas Avelino Xanxão (antiga Tinguá) e Pedro Jorge, na altura do bairro Porteira, nesta sexta-feira (5), a partir das 15h. A localidade que recebe o segundo maior centro comercial da cidade, passou por obras de infraestruturas para acabar com os alagamentos em dias de chuvas, que aterrorizavam comerciantes e moradores. As vias são os principais acessos dos bairros da periferia ao centro do município. As obras fazem parte da Canalização e Urbanização do rio que estão orçadas em cerca de R$ 70 milhões, sendo executados pelo Governo do Estado, através do programa “Somando Forças”.

A localidade recebeu galerias subterrâneas retangulares de concreto, medindo 5x2m², em cerca de 40 metros de extensão que vão acabar de vez com os transtornos. Centenas de pessoas, entre lojistas, clientes e moradores serão beneficiadas com as melhorias. O prefeito Max Lemos esteve na reabertura das vias e ressaltou a tranquilidade que as obras vão trazer ao comércio local: “Há mais de 25 anos esta região sofre com os problemas das enchentes. Agora, os comerciantes poderão trabalhar sem medo das chuvas alagarem suas lojas. O próximo passo é conseguir recursos para uma nova urbanização da região. Ganham a população e o comércio local”, resumiu. 

O secretário municipal de Obras, Elerson Alves, acompanhou toda a obra na região e, conversando com lojistas, falou sobre os benefícios que a população recebe: “O problema aqui na Porteira vem de muitos anos. A solução não era fácil, pois existem muitos estabelecimentos comerciais e domicílios construídos sobre o rio. Mas sempre foi nossa prioridade ajudar esta área tão importante de nossa cidade. Hoje concluímos a realização de um sonho para centenas de pessoas que não terão mais seus trabalhos prejudicados por causa das enchentes”, disse.

“Esta noite já passei pela prova de fogo”, diz comerciante

Há 24 anos, seu Geraldo Antônio (59) tem um mercado no bairro Porteira. Nesta tarde era notória a alegria no rosto do trabalhador que já sofreu muito com as enchentes e os prejuízos que acarretavam. Para ele, o sofrimento é coisa do passado e agora é hora de usufruir das melhorias e comemorar um futuro melhor: “Não consigo enumerar as vezes que tive prejuízo, mas não quero pensar nisso mais. Quero trabalhar e viver uma vida de paz”, disse.

O comerciante também aprovou a qualidade das obras e disse que as chuvas da noite anterior já eram suficientes para causar alagamentos: “Passamos pela prova de fogo e fomos aprovados. As chuvas que caíram hoje (ontem), já eram bastante para tirarmos água no balde de dentro da nossa loja. Graças a Deus deu tudo certo”, comemorou.


Via PMQ
09/12/2014

0 comentários :

Postar um comentário