Queimados se prepara para I Seminário de Artes Marciais Chinesas

QUEIMADOS - Após a euforia que toma conta do carnaval a cidade de Queimados vai ser tomada pela cultura oriental. A prefeitura, por meio da Secretaria Municipal da Terceira Idade (SEMTI), vai realizar o I Seminário de Artes Marciais Chinesas na Baixada Fluminense 2015, que acontecerá no dia 28 de fevereiro. O evento cujo objetivo é de apresentar, difundir e fortalecer a arte milenar no município e acontecerá nas dependências Centro de Esporte e Lazer da Terceira Idade (CELTI - Avenida Maracanã, s/nº, ao lado da Vila Olímpica), das 8h30 às 12h. O seminário é direcionado a professores e alunos envolvidos com as artes marciais chinesas. Queimados já sediou o IV Campeonato Estadual de Kung Fu, Tai Chi Chuan e Lia Gong, além de diversos encontros da modalidade, e já levou idosos dos pólos de atividades físicas para representarem o Estado em eventos nacionais como o Campeonato Brasileiro de Kung Fu e Panamerican Tournament Shuai Chiao 2014, em São Paulo.

De acordo com o subsecretário da pasta, Professor Antônio Amorim, mais de 600 idosos já passaram pelas aulas desenvolvidas pela secretaria, seja nas praças ou nas comunidades, e o município tem condições de se tornar referência no Estado nas práticas orientais. “Para isso é preciso, primeiramente, promover encontros que auxiliam na orientação e no desenvolvimento dessa cultura. Muitas vezes vimos professores sem a conduta adequada ou adeptos da pratica desistindo de atuar, pela falta de estímulo”, destaca o subsecretário. O professor de arte marcial do município de Nova Iguaçu, Tiago Moraes, ratifica a informação com sua experiência de vida. “Sempre fui um profundo admirador da prática, mas vi muitos profissionais, como eu, não se desenvolverem pela falta de políticas públicas na Baixada Fluminense”, diz.

Para o secretário municipal da Terceira Idade, José Alves de Carvalho – o Dequinha, o município vem se notabilizando nas políticas voltadas para o bem estar da população, sobretudo da terceira idade. “E no que se refere a eventos voltados para as artes marciais não é diferente. Este seminário vem de encontro às determinações do prefeito Max Lemos que é de cuidar das pessoas. Vale destacar que no mês de janeiro ele já se reuniu com a organização do evento assinalando todo o apoio necessário para a sua realização”, disse Dequinha. O seminário conta também com o apoio das secretarias municipais de Esporte e Lazer, Educação e Cultura, além da Câmara de Intercâmbio Cultura Brasil China, da Associação Kung Fu Garra de Águia Gonçalense do Estado do RJ, da FKFWKGAERJ e do Projeto Grupo Social Integral Tai Chi Chuan e Lian Gong.

Um dos apoiadores do evento e presidente da Federação de Kung Fu Kuoshu Wushu Garra de Águia do Estado do Rio de Janeiro (FKFWKGAERJ), Mestre Serpio Silva, acredita que o município está caminhando para sediar um campeonato nacional e adianta que a programação do seminário mostrará as quatro classes de atuação das práticas chinesas: educação (jovens), ocupacional (idosos), segurança pública e terapia. “As artes terapêuticas chinesas cuidam do corpo, alma e espírito, representando qualidade de vida para a terceira idade. Elas melhoram a circulação sanguínea e são ótimas para pessoas com problemas de pressão arterial”, acrescenta Serpio. Estiveram presentes na reunião de organização do projeto o Secretário Geral do Conselho do Idoso, José Carlos dos Santos, o diretor administrativo da pasta, Geraldo Dias Filho, e a equipe da Academia da Terceira Idade do Fanchem.


Via PMQ
05/02/2015

0 comentários :

Postar um comentário