Milícia mata mais que o tráfico na Baixada Fluminense

Em apenas quatro anos, a milícia ultrapassou o tráfico de drogas e se tornou a principal organização criminosa responsável por homicídi...


Em apenas quatro anos, a milícia ultrapassou o tráfico de drogas e se tornou a principal organização criminosa responsável por homicídios na Baixada Fluminense. Em 2016, traficantes estiveram por trás de 40% dos assassinatos na região e os paramilitares, de 22%. No primeiro semestre deste ano, 27% das mortes na Baixada tiveram milicianos como autores e 24% delas, integrantes do tráfico. Os dados constam de um levantamento feito pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). A reportagem é do jornal Extra.

Apesar da queda, tráfico e milícia ainda respondem por mais da metade (52%) dos homicídios na região. O restante das mortes não tiveram relação com nenhuma quadrilha. São crimes passionais ou por motivações financeiras, por exemplo. De acordo com números do Instituto de Segurança Pública (ISP) do Rio, foram registrados 525 assassinatos na Baixada nos seis primeiros meses de 2020.

Entre o acordo e a guerra

O delegado titular da DHBF, Moysés Santana, explica que a mudança nos números ocorreu com a expansão cada vez maior de milicianos para a Baixada nos últimos anos. Na região, há “braços” do maior grupo paramilitar do estado e também diversas quadrilhas “independentes”. Em algumas localidades, os milicianos se associaram a traficantes; em outras, disputam território com o tráfico.

— Normalmente, milícia e tráfico matam rivais. Mas milicianos também matam pessoas que roubam, que vendem ou usam drogas e aquelas que não cumprem suas ordens ou não pagam as taxas impostas. Também há traficantes que matam pessoas que assaltam em suas áreas ou que tenham desagradado (algum chefe da quadrilha) — analisa Moysés.

No contexto de disputas territoriais, também são comuns as mortes motivadas por desconfianças de que algum integrante da quadrilha esteja passando informações para rivais ou mesmo que tenha intenção de “mudar de lado”. Uma investigação da DHBF revelou que foi isso que ocorreu com Diego Rodrigo da Silva Rosa, conhecido como Cabeça, morto por milicianos de Queimados.

De acordo com a polícia, o rapaz foi executado em junho do ano passado porque os paramilitares desconfiaram que ele negociava sua ida para a maior facção criminosa do estado. Em Queimados, são frequentes as disputas por territórios entre traficantes e milicianos.

O inquérito foi concluído em abril deste ano e 13 milicianos foram indiciados pelo crime. Todos foram denunciados pelo Ministério Público do Rio.

Apesar de guerra, mortes despencam

Mesmo com o aumento na disputa entre traficantes e milicianos por áreas na Baixada, o número de homicídios vem caindo na região nos últimos anos, acompanhando uma tendência do Estado do Rio e de outros estados do país. Os assassinatos caíram quase pela metade na região desde 2017. No primeiro semestre daquele ano, foram 988 vítimas, 47% a menos em relação ao mesmo período deste ano.

Moysés Santana atribui a queda à atuação da Polícia Civil. Ele ressalta as prisões de milicianos que agiam em Queimados, que fizeram os assassinatos despencarem de 84 no primeiro semestre de 2017 para 21 nos seis primeiros meses de 2020.

— A nossa atuação está totalmente voltada para o tráfico e a milícia. Há homicídios que não conseguimos evitar, como o que ocorre após uma briga de bar. Esses vão acontecer de qualquer forma. Mas a nossa atuação impacta nessas mortes ligadas às organizações criminosas, que representam mais de 50% do total — analisa o delegado.

Grupo de Ecko avança

A expansão da maior milícia do estado, chefiada por Wellington da Silva Braga, o Ecko, para a Baixada gerou uma situação inusitada e, Nova Iguaçu. De acordo com as investigações da Polícia Civil, o PM André Barbosa Cabral, que possuía forte influência nas localidades do Valverde e Grão-Pará, vinha cobrando taxas de milicianos ligados a Ecko para não delatá-los para a polícia. O objetivo de Cabral era virar sócio dos milicianos para ficar com uma parte dos territórios.

O PM foi preso no início deste mês, numa operação da DHBF e do Departamento Geral de Investigação à Corrupção, ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro. Contra ele, havia um mandado de prisão preventiva. Em endereços ligados ao PM, foi achado material para instalação de serviço ilegal de TV e internet. Essa não foi a primeira vez que Cabral foi para a cadeia. Em 2009, ele foi preso acusado de integrar o chamado Bonde do Jura, um grupo de extermínio que agia na Baixada.

A assessoria de imprensa da PM informou que “o referido policial foi submetido a Conselho de Disciplina onde, na época, não ficou comprovada sua atuação como integrante de grupo paramilitar, permanecendo nas fileiras da Corporação”. APM disse ainda que “por conta da nova prisão, o policial militar será submetido a novo processo administrativo”.

Via Extra

COMENTÁRIOS

Nome

24º BPM,1,Abuso Sexual,2,Ação Social,17,Acessibilidade,4,Acidente,15,Acontecimentos,19,Adoção,2,Adote um amigo,2,Aedes Aegypti,2,Aeroclube,1,Aeronáutica,1,Agressão,4,Agricultura,3,Água,6,Aids,2,Alagamento,14,Alagamentos,1,Alerj,2,Alerta,3,Aluguel Social,2,animais,3,aniversário,2,Aniversário da Cidade,1,Aniversário de Queimados,2,Ano Letivo,1,Anthony Garotinho,1,Anvisa,1,aposentado,4,Apreensão,4,Arco Metropolitano,1,arrastão,1,Artes,2,Artesanato,5,Assalto,27,Assassinato,5,Assistência Social,21,Austin,2,Auxilio Emergencial,3,Bairro Ponte Preta,2,Baixada Fluminense,1055,Belford Roxo,7,BiblioSesc,1,Bilhete Único,1,Bolsa Família,4,Bolsonaro,1,brasil,17,Brasília,1,briga,1,CAC,2,caixa econômica,2,Caixa Econômica Federal,4,caixa eletrônico,1,Campeonato Carioca,1,Capacitação,1,Capoeira,2,Caps,1,Carlos Vilela,2,Carnaval,11,Casa do Artesão,1,CBM Oliveira Freire,1,CCR Nova Dutra,6,CEAM,2,CEDAE,13,Cefet,1,Celti,4,CEMEQ,1,CEO,1,Chacina,1,Chacina da Baixada,1,Chuva,19,Chuvas,8,Cidadania,63,Cinema,4,Circo Volante,1,Clínica da Família,3,CMDCA,2,Colégio Militar,1,Coleta de Lixo,1,Coleta de Óleo,1,Combate à Exploração do Trabalho Infantil,1,Comércio,5,Comida,2,Comunicação,7,Comunidade da Charrete,1,Concurso,5,Concurso Público,10,Conferência de Saúde,1,Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente,1,Conselho Tutelar,5,Coronavírus,61,Corpo de Bombeiros,5,Correios,6,Corrida,1,Corrupção,3,Covid19,14,CPA,1,Cras,4,Crime,9,Crime contra o idoso,2,Crime Sexual,1,Cultura,86,Curso,12,cursos,2,DEAM,1,Defesa Civil,19,Defesa Civil de Queimados,3,Deficiência,4,Dengue,2,Denúncia,1,Desaparecido,7,Desenvolvimento,2,Desfile Cívico,3,Detran,4,Detran-RJ,1,DHBF,87,Dia D,1,Dia das Crianças,2,Dia do Trabalhador,1,Dia Internacional da Mulher,1,Direitos Humanos,5,Distrito Industrial de Queimados,1,Doação,10,Doação de Sangue,5,Doações,1,Drogas,1,DST,2,Duque de Caxias,5,Dutra,4,Ebola,1,Economia,82,Eduardo Cunha,1,Educação,122,Educação Municipal de Queimados,1,EJA,3,Eleição,2,Eleições,10,Eleições 2014,1,Eleições 2016,1,Eleições 2018,3,Empreendedorismo,2,Empreendimento,1,Emprego,21,Energia,3,Engenheiro Pedreira,1,Escola Municipal Batista,1,Escola Municipal Professor Alberto Pirro,2,Esporte,60,Estado de emergência,4,Estupro,3,Evento,6,Exploração Sexual,2,Exposição,1,Faetec,8,Falta de água,3,Febre Amarela,1,Feira da Roça,2,Feminicídio,1,Feriado,9,Feriados,1,Festa,3,Festa Junina,1,FGTS,5,FIA,1,Fies,1,FIRJAN,7,fiscalização,7,FUNDEB,1,Futebol,2,Futsal,1,fuzil,2,Gastronomia,1,GLBT,1,Golpe,2,Governador,5,Grávida,2,Greve,6,Guandu,3,Guarda Municipal,3,guerra do tráfico,1,há vagas,1,habitação,7,HDBF,1,HIV,2,Homem,2,Homenagem,1,Homicídio,146,Horário de Verão,3,Idoso,10,Imposto,3,Imposto de Renda,2,Inclusão Social,2,Industria,2,indústria,1,Informação,1,Infraestrutura,1,Inss,1,internet,2,IPTU,4,IPVA,2,Iran Lemos,1,Itaguaí,1,Japeri,4,Jogos da Baixada,1,Jovem Aprendiz,2,Judô,1,Justiça,4,Justiça Eleitoral,1,Kickboxing,2,Lazer,17,Leilão,3,LGBT,4,LGBTI,1,Libras,1,Light,13,Limpeza Urbana,5,Linha Vermelha,1,Lojas Americanas,2,Manifestação,1,Manutenção,1,Manutenção da Light,4,Marcelo Fernandes,1,Maternidade,5,Max Lemos,4,Meio Ambiente,34,Menor infrator,1,Mesquita,10,Milícia,15,Minha Casa Minha Casa,2,Minha casa minha vida,3,Ministério Público,1,Mobilidade,1,mobilidade urbana,2,Moda,2,Moradia,1,morte,40,motos apreendidas,2,MotoTáxi,2,Mulher,11,Multivacinação,2,Música,1,NAE,1,Nilópolis,2,Nova Dutra,1,Nova Iguaçu,41,Obras,25,Obras da Cidade,1,Obras da Prefeitura,4,Oi,1,Ônibus,2,Operação Baixada Segura,1,Operação Brasil Integrado Rio,1,Operação Tapa-buracos,1,oportunidade,2,Outubro Rosa,2,Ovni,1,PAC,1,Palestra,3,Passagem de ônibus,1,Pedofilia,1,Petrobras,2,Pezão,1,PIS/PASEP,3,PMDB,1,PMERJ,1,PMQ,6,Polícia,482,Polícia Civil,62,Polícia Federal,6,Polícia Militar,12,Polícia Rodoviária Federal,1,Poliomielite,2,Política,47,Ponto Facultativo,2,Pre-carnaval,1,Prefeito,5,Prefeitura de Queimados,61,Prejuízos,2,Preso,1,Previdência,1,PREVIQUEIMADOS,7,PRF,7,prisão,94,Procon,1,Proeis,7,Proerd,1,Professores,2,Programa mais médicos,1,Programa Minha Casa Minha Vida,1,Programa Nova Fronteira do Plástico,1,Programa Trainee 2016,1,Pronatec,3,Protesto,5,PSE,1,Queimado,3,Queimados,1419,Ramal Japeri,1,RCB,1,Receita Federal,2,Receptação,1,rede municipal de ensino de Queimados,4,REDEC-2,1,Religião,1,Rio,2,Rio Claro,1,Rio de Janeiro,8,Roda de Conversa sobre segurança LGBT,1,Rodovia Presidente Dutra,3,roubo,39,Roubo de Carga,1,salário,5,SAMU,2,Saneamento,10,Saneamento Básico,3,São João de Meriti,2,São Jorge,1,Sarampo,2,saúde,212,Secretaria de Educação de Queimados,1,secretário de obras,1,Sedrag,1,Seeduc,1,Segurança,22,Segurança Presente,5,Semana da Pátria,1,SEMAS,2,SEMDHEPROC,1,Semti,1,SEMUS,1,Semustran,2,Senac,5,Senai,1,SEOBRAS,1,Sequestro,3,Serasa,1,Sérgio Mouro,1,Seropédica,1,Serviços da Prefeitura,8,Servidores,3,Show,13,Solidariedade,1,Suicídio,1,SuperVia,7,SUS,2,Teatro,10,tecnologia,7,Terceira Idade,4,TopShopping,1,trabalho,5,Tráfico de drogas,71,Trânsito,8,Transporte,20,Trânsporte,1,Trem,2,TSE,1,Turismo,4,unidade básica de saúde,1,Urbanismo,2,Vacinação,15,vagas,4,veículos apreendidos,2,Veloterra,1,Via Dutra,2,Vigilância Sanitária,5,Vila Olímpica,3,Vila Olímpica de Queimados,1,Violência,8,whatsapp,4,Wilson Witzel,1,Zika Vírus,1,
ltr
item
Notícias de Queimados: Milícia mata mais que o tráfico na Baixada Fluminense
Milícia mata mais que o tráfico na Baixada Fluminense
https://1.bp.blogspot.com/-XRSHCPxXzns/XyApfenl_UI/AAAAAAAATbE/07uDKNATihASHUzOZy1n5M_5vmCguY95ACLcBGAsYHQ/s640/Mil%25C3%25ADcia-mata-mais-que-o-tr%25C3%25A1fico-na-Baixada-Fluminense.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-XRSHCPxXzns/XyApfenl_UI/AAAAAAAATbE/07uDKNATihASHUzOZy1n5M_5vmCguY95ACLcBGAsYHQ/s72-c/Mil%25C3%25ADcia-mata-mais-que-o-tr%25C3%25A1fico-na-Baixada-Fluminense.jpg
Notícias de Queimados
https://www.noticiasdequeimados.com/2020/07/milicia-mata-mais-que-o-trafico-na.html
https://www.noticiasdequeimados.com/
https://www.noticiasdequeimados.com/
https://www.noticiasdequeimados.com/2020/07/milicia-mata-mais-que-o-trafico-na.html
true
6013695855522903581
UTF-8
Carregando todas as postagens Não foi encontrada nenhuma postagem VER MAIS Leia mais Resposta Cancelar resposta Excluir Por Início PÁGINA POSTAGENS Ver tudo RECOMENDADO PARA VOCÊ RÓTULO ARQUIVO SEARCH TODAS AS PUBLICAÇÕES Não encontrou nenhuma postagem com seu pedido Voltar Início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago Há mais de 5 semanas Seguidores Segue ESTE CONTEÚDO PREMIUM ESTÁ BLOQUEADO PASSO 1: Compartilhar em uma rede social PASSO 2: Clique no link da sua rede social Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor, pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar Tabela de Conteúdo