Depois de subir 18% em 2020, carne continua registrando alta nos supermercados; saiba o motivo

Depois de subir 18% em 2020 e ficar escassa na mesa dos brasileiros, a carne continua registrando alta nos supermercados, devido a problemas...


Depois de subir 18% em 2020 e ficar escassa na mesa dos brasileiros, a carne continua registrando alta nos supermercados, devido a problemas climáticos e aumento dos custos na linha de produção.


Em fevereiro, o alimento subiu 1,72% na comparação com janeiro e, nos últimos 12 meses, registra alta de 29,5%, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), publicado na quinta-feira (3) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O IPCA é o índice que mede a inflação oficial no país.

Em fevereiro, o corte com maior variação foi o lagarto comum, com avanço de 3,60%. Já o contra filé aumentou 2,06% e a alcatra subiu 3,05%. Diferentemente destas carnes, a de porco, por exemplo, caiu 2,05%.

Com os preços mais salgados, a população tem escolhido ovo e frango como mistura.

Os especialistas consultados pelo G1 acreditam que cortes de custos pelos frigoríficos e menos consumo na quaresma podem fazer com que a alta de preços seja freada. Contudo, a aprovação de uma nova rodada do Auxílio Emergencial pode elevar a demanda e, consequentemente, puxar novamente os preços.


Por que está caro?
Uma das explicações para a alta de preço é a menor disponibilidade de gado para o abate, que vem acontecendo desde 2020, segundo o assessor técnico da Comissão Nacional de Bovinocultura de Corte da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Ricardo Nissen.

Ele explica que tudo começou ainda nos anos anteriores a 2019, quando havia uma presença maior do abate de fêmeas. Isso levou a uma menor quantidade de bezerros atualmente o que, por sua vez, diminuiu a oferta do animal para o abate.

"Quando a gente observa as escalas de abates dos frigoríficos, eles estão com dificuldade de comprar boi para levar para o frigorífico efetivamente, porque o mercado está muito vazio", comenta.

Mas este não é o único motivo para o crescimento dos preços. De acordo com Nissen, no final do ano aconteceu uma seca mais longa do que o normal, o que levou a um atraso na produção do boi de pasto.

Sem o pasto, o boi não obtém todos os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento e o produtor precisa investir em suplementos para resolver este problema, conta o assessor.

Além disso, a produção pecuária está mais cara também devido à desvalorização do real, como explica o coordenador do Índice de Preço do Consumidor (IPC) da Fundação Getúlio Vargas (FGV - IBRE), André Braz:

"A carne brasileira sofre duas ações do dólar. Ele tanto favorece a exportação porque, quanto mais a gente exporta, a gente recebe em dólar (...) Essas vendas aumentam quando a nossa moeda desvaloriza porque todos querem comprar do Brasil", diz.

"Mas, por outro lado, essa desvalorização cambial também aumenta os custos da pecuária e da criação de outros animais", complementa.

"Isso onera o pecuarista. Se, por um lado, ele consegue vender melhor porque está vendendo em dólar, por outro, ele tem custos pressionando a cadeia produtiva", completa.

Todos esses custos são repassados ao consumidor final, elevando os preços.

No IPC, o aumento do valor da carne também foi percebido, sendo identificada uma variação de 0,94% em janeiro, para 1,24% em fevereiro, acumulando alta de 26,92% em 12 meses.

Vai faltar carne?
Apesar da menor oferta, o Brasil ainda é um grande produtor – e, deste modo, consegue suprir a demanda interna, segundo o assessor técnico da CNA, Ricardo Nissen.

"A gente é o segundo maior mercado produtor de carne bovina do mundo. A questão é: a gente tá colocando menos carne no mercado. Mas não vai faltar carne, só tem uma pressão maior", afirma Nissen.


O que esperar para o futuro?
Com menos animais para o abate, os frigoríficos têm dispensado funcionários para aliviar os custos. Para o assessor técnico da CNA, isso acaba freando o preço para o consumidor.

"Quando você reduz a sua capacidade de abate, você reduz a sua ociosidade, seus custos, você consegue manter uma planta frigorífica com menos abate e isso acaba reduzindo a pressão por compra de boi gordo no mercado", explica.

Nissen exemplifica que, com menos abate, "aumenta a disponibilidade do boi gordo e você vai acabar conseguindo comprar esses animais de forma mais barata".

Mas esse reflexo não acontece de forma rápida no mercado: "A gente vem percebendo que, mesmo com menos abate nos frigoríficos, a aquisição dos animais continua sendo dificultosa, continua precisando de um pagamento alto", conta o técnico.

Para Nissen, o prazo para aumentar a oferta do animal para a compra dos produtores e para que essa maior oferta leve a um menor preço para o consumidor final deve ser de cerca de um mês.

Porém, ele também acredita que, caso a nova rodada do Auxílio Emergencial se concretize, o poder de consumo irá aumentar novamente. Com isso, a procura nos supermercados pela carne aumentaria e a maior demanda pode fazer com que os preços se mantenham altos.

Já o coordenador do IPC na FGV, André Braz, acredita que o preço continuará subindo nos próximos dias. Contudo, ele considera a possibilidade de uma baixa procura pelo produto devido ao período de quaresma, quando os cristãos diminuem o consumo de animais, derrubar os preços temporariamente ainda em março e início de abril.


Via G1 

COMENTÁRIOS

Nome

24º BPM,1,Abuso Sexual,2,Ação Social,19,Acessibilidade,4,Acidente,18,Acontecimentos,22,Adoção,2,Adote um amigo,2,Aedes Aegypti,2,Aeroclube,1,Aeronáutica,1,Agressão,4,Agricultura,10,Água,23,Aids,2,Alagamento,14,Alagamentos,1,Alerj,8,Alerta,3,alimentos,3,Aluguel Social,2,Ambev,1,animais,12,animal,7,aniversário,3,Aniversário da Cidade,1,Aniversário de Queimados,2,Ano Letivo,2,Anthony Garotinho,1,Anvisa,3,aplicativo,14,aposentado,9,Apreensão,17,Apresentador,1,Arco Metropolitano,1,arrastão,1,arte,3,Artes,5,Artesanato,5,artista,4,asfalto,1,Assalto,29,Assassinato,6,Assistência Social,36,Atendimento,10,atropelamento,1,aulas,3,Austin,4,Auxilio Emergencial,3,Auxílio Emergencial,71,Bairro Ponte Preta,2,Baixada Fluminense,7,Baixada Fluminense,1227,Banco do Brasil,3,Bancos,9,Batalhão de Choque,1,baxiada fluminense,1,BBB,1,Beleza,1,Belford Roxo,8,benefício,1,BiblioSesc,1,Bilhete Único,2,Bolsa Família,32,Bolsonaro,3,brasil,73,Brasília,1,briga,1,CAC,2,Cadastro Único,4,Caixa,22,caixa econômica,3,Caixa Econômica Federal,27,caixa eletrônico,1,Campeonato Carioca,3,Capacitação,1,Capoeira,2,Caps,1,Carlos Vilela,2,Carnaval,19,carro,1,Casa do Artesão,1,CBM Oliveira Freire,1,CCR Nova Dutra,9,CEAM,2,CEDAE,43,cedea,1,Cefet,1,CEJA,1,Celti,5,celular,1,CEMEQ,2,CEO,1,Chacina,1,Chacina da Baixada,2,Chuva,20,Chuvas,9,Cidadania,64,Cinema,7,Circo Volante,1,Clínica da Família,5,CMDCA,2,Colégio Militar,3,Coleta de Lixo,7,Coleta de Óleo,14,Combate à Exploração do Trabalho Infantil,1,combustível,3,Comércio,8,Comida,2,Comunicação,7,Comunidade da Charrete,1,Concurso,13,Concurso Público,12,Conferência de Saúde,1,Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente,1,Conselho Tutelar,5,Consumidor,2,Conta de Luz,3,Conta Poupança,1,Coronavirus,2,Coronavírus,87,Corpo de Bombeiros,12,Correios,7,Corrida,1,Corrupção,3,covid-19,96,Covid19,20,CPA,1,Cras,5,criança,3,Crime,16,Crime contra o idoso,2,Crime Sexual,1,Cultura,106,Curso,17,cursos,2,DEAM,1,Defesa Civil,31,Defesa Civil de Queimados,3,Deficiência,5,Dengue,2,Denúncia,6,Desaparecido,9,desemprego,3,Desenvolvimento,2,Desfile Cívico,3,Detran,20,Detran-RJ,25,Detro,3,DHBF,91,Dia D,1,Dia das Crianças,2,Dia do Trabalhador,1,Dia Internacional da Mulher,3,dinheiro,12,Direitos Humanos,8,Distrito Industrial de Queimados,1,Dívidas,6,Doação,16,Doação de Sangue,8,Doações,1,DPVAT,3,Drogas,4,DST,2,Duque de Caxias,6,Dutra,6,Ebola,1,econimia,1,Economia,122,Eduardo Cunha,1,Eduardo paes,1,Educação,178,Educação Municipal de Queimados,1,EJA,4,Eleição,6,Eleições,11,Eleições 2014,1,Eleições 2016,1,Eleições 2018,3,Empreendedorismo,2,Empreendimento,1,Emprego,33,empresa,1,empresas,3,Encceja,1,Enem,12,Energia,7,Engenheiro Pedreira,1,ensino,1,Escola Municipal,1,Escola Municipal Batista,1,Escola Municipal Professor Alberto Pirro,2,Esporte,68,Estado,3,Estado de emergência,4,Estágio,4,Estupro,6,Evento,21,Exploração Sexual,2,Exposição,1,Fábrica,2,Facebook,2,Faetec,11,Falta de água,12,Farmácia Popular,1,Febre Amarela,1,Feira da Roça,2,Feminicídio,3,Feriado,13,Feriados,1,férias,1,Festa,4,Festa Junina,1,FGTS,8,FIA,1,Fies,1,Fim De Ano,1,fiocruz,3,FIRJAN,9,fiscalização,13,FUNDEB,1,furto,4,Futebol,6,Futsal,1,fuzil,2,Gasolina,3,Gastronomia,1,GLBT,1,Globo,2,Golpe,7,Google,1,Governador,9,Governo do Estado,26,governo estadual,2,Governo Federal,30,Grávida,3,Greve,7,Guandu,7,Guarda Municipal,6,guerra do tráfico,1,há vagas,2,habilitação,2,habitação,7,HDBF,1,HIV,2,Homem,5,Homenagem,3,Homicídio,154,Horário de Verão,3,humor,1,IBGE,7,Idoso,19,Igreja Nossa Senhora da Conceição,1,Imposto,3,Imposto de Renda,9,Inauguração,7,incêndio,1,Inclusão Social,4,Industria,2,indústria,1,Inep,3,Informação,1,Infraestrutura,4,Inscrições,2,Inss,8,internet,5,investimento,1,IPTU,4,IPVA,6,Iran Lemos,1,Itaguaí,1,jair bolsonaro,4,Japeri,5,Jogos da Baixada,1,Jovem Aprendiz,2,Judô,1,Justiça,12,Justiça Eleitoral,1,Kickboxing,2,Lazer,19,Lei,2,Lei Aldir Blanc,2,Leilão,7,LGBT,4,LGBTI,1,Libras,1,Licenciamento Anual,1,Light,34,Limpeza Urbana,7,Linha Vermelha,1,lockdown,1,Lojas Americanas,2,Luz,2,Manifestação,1,Manutenção,16,Manutenção da Light,6,Marcelo Fernandes,1,Maria da Penha,2,Maternidade,6,Matrículas,1,Max Lemos,8,MEC,6,Mega da Virada,1,Mega-sena,1,Meio Ambiente,60,Menor,1,Menor infrator,1,Mesquita,12,metro,1,MEtrô,2,Milícia,21,Minha Casa Minha Casa,2,Minha casa minha vida,3,Ministério Público,3,Mobilidade,1,mobilidade urbana,3,Moda,2,Moradia,2,morte,73,moto,1,motos apreendidas,2,MotoTáxi,2,MPRJ,2,Mulher,23,Multivacinação,3,Música,1,NAE,1,Natal,3,Nilópolis,2,Nova Dutra,1,Nova Iguaçu,46,Obras,48,Obras da Cidade,1,Obras da Prefeitura,4,Oi,1,OMS,1,Ônibus,4,Operação,1,Operação Baixada Segura,1,Operação Brasil Integrado Rio,1,Operação Tapa-buracos,1,oportunidade,2,Outubro Rosa,2,Ovni,1,PAC,1,Pagamento,14,Palestra,4,Passagem de ônibus,1,Pedágio,1,Pedofilia,1,pensionista,2,Petrobras,8,Pezão,1,PIS/PASEP,9,PMDB,1,PMERJ,3,PMQ,6,Polícia,569,Polícia Civil,65,Polícia Federal,7,Polícia Militar,23,Polícia Rodoviária Federal,1,Poliomielite,3,Politica,1,Política,55,Ponto Facultativo,3,praia,2,Pre-carnaval,1,preços,8,Prefeito,9,Prefeitura,38,Prefeitura de Queimados,65,Prejuízos,2,Preso,4,Previdência,4,PREVIQUEIMADOS,7,PRF,7,prisão,125,Processo Seletivo,13,Procon,9,produtores rurais,5,Proeis,9,Proerd,1,Professores,4,Programa mais médicos,1,Programa Minha Casa Minha Vida,2,Programa Nova Fronteira do Plástico,1,Programa Trainee 2016,1,Pronatec,3,Protesto,6,Provas,4,PSE,1,queiamdos,1,Queim,1,Queimado,3,Queimados,2233,Ramal Japeri,2,RCB,1,receita estadual,1,Receita Federal,7,Receptação,2,reclamações,1,Rede de Esgoto,1,rede estadual de ensino,3,rede municipal de ensino,1,rede municipal de ensino de Queimados,8,REDEC-2,1,Religião,2,Rio,2,Rio Claro,1,Rio de Janeiro,61,Roda de Conversa sobre segurança LGBT,1,Rodovia Presidente Dutra,5,roubo,43,Roubo de Carga,1,salário,15,SAMU,2,Saneamento,10,Saneamento Básico,3,sangue,1,São João de Meriti,3,São Jorge,1,Sarampo,3,saúde,298,Secretaria de Educação de Queimados,2,secretário de obras,1,Sedrag,1,Seeduc,5,Segurança,24,Segurança Presente,6,Semana da Pátria,1,SEMAS,3,SEMDHEPROC,1,Semti,1,SEMUS,1,Semustran,2,Senac,5,Senai,1,SEOBRAS,1,Sequestro,6,Serasa,3,Sérgio Mouro,1,Seropédica,1,Serviços da Prefeitura,20,Servidores,6,Show,14,SINE,10,Solidariedade,1,sorteio,2,STF,3,Suicídio,1,SuperVia,19,SUS,2,Tarifa,3,Taxa de Incêndio,1,Teatro,11,tecnologia,7,Terceira Idade,4,TopShopping,1,Tortura,1,Trabalhador,1,trabalho,7,Tráfico de drogas,82,Trânsito,17,Transporte,29,Trânsporte,1,Trem,11,TSE,3,Turismo,5,Tv,1,Uerj,1,unidade básica de saúde,1,Urbanismo,2,Vacina,29,Vacinação,52,vagas,18,veículo,8,veículos apreendidos,2,Veloterra,1,vendas,1,Vereadores,5,Via Dutra,2,Viaduto de Autin,1,Vigilância Sanitária,5,Vila Olímpica,4,Vila Olímpica de Queimados,1,Violência,12,whatsapp,15,Wilson Witzel,1,Zika Vírus,1,
ltr
item
Notícias de Queimados: Depois de subir 18% em 2020, carne continua registrando alta nos supermercados; saiba o motivo
Depois de subir 18% em 2020, carne continua registrando alta nos supermercados; saiba o motivo
https://1.bp.blogspot.com/-McSKRdbJzKw/YFEhTx8UP5I/AAAAAAAAOdM/UxvU6YEleUIwXPsSS0IAPE5lkna85K7tQCLcBGAsYHQ/w640-h334/Depois-de-subir-18%2525-em-2020%252C-carne-continua-registrando-alta-nos-supermercados%253B-saiba-o-motivo.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-McSKRdbJzKw/YFEhTx8UP5I/AAAAAAAAOdM/UxvU6YEleUIwXPsSS0IAPE5lkna85K7tQCLcBGAsYHQ/s72-w640-c-h334/Depois-de-subir-18%2525-em-2020%252C-carne-continua-registrando-alta-nos-supermercados%253B-saiba-o-motivo.jpg
Notícias de Queimados
https://www.noticiasdequeimados.com/2021/03/depois-de-subir-18-em-2020-carne.html
https://www.noticiasdequeimados.com/
https://www.noticiasdequeimados.com/
https://www.noticiasdequeimados.com/2021/03/depois-de-subir-18-em-2020-carne.html
true
6013695855522903581
UTF-8
Carregando todas as postagens Não foi encontrada nenhuma postagem VER MAIS Leia mais Resposta Cancelar resposta Excluir Por Início PÁGINA POSTAGENS Ver tudo RECOMENDADO PARA VOCÊ RÓTULO ARQUIVO PESQUISAR TODAS AS PUBLICAÇÕES Não encontrou nenhuma postagem com seu pedido Voltar Início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago Há mais de 5 semanas Seguidores Segue ESTE CONTEÚDO PREMIUM ESTÁ BLOQUEADO PASSO 1: Compartilhar em uma rede social PASSO 2: Clique no link da sua rede social Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor, pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar Tabela de Conteúdo